Farelo de pão

Fotografia tirada por mim nas ruas de Belo Horizonte.

sinto o meu amor próprio
como farelo de pão

ainda em miúdos,
mas com o poder de se espalhar
e tomar tudo

ainda em pedaços,
mas sabendo que é parte
de um todo que foi despedaçado

ainda alimento,
mesmo que não seja sustento

ainda incômodo,
sobretudo para quem se acostumou
a me ver contida
em uma caixinha
de auto ódio


Se você gostou desse texto, deixe um comentário, compartilhe com seus amigos e me acompanhe pelo Medium, Facebook, Twitter, Sweek, Wattpad, Tinyletter e Instagram.

Publicado por

Thaís Campolina

O que falta em tamanho sobra em atrevimento. Isso foi dito sobre um galinho garnisé numa revista Globo Rural dos anos 80, mas também serve pra mim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s